< Voltar

Presidente proíbe entrada sem vacina na Câmara

Publicada dia 14/09/2021 às 16:42:22

presidente-proibe-entrada-sem-vacina-na-camara


O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz do Rio Pardo, Cristiano Miranda, deve assinar nesta tarde um ato em que determina que funcionários e agentes políticos apresentem comprovante de vacinação contra Covid-19 para utilizar o espaço. A medida foi tomada logo após ter sido veiculado na 104 FM pelos jornalistas Diego Singolani e Dário Miguel que existe a suspeita que um vereador não havia tomado vacina. A suspeita recaiu sobre Juninho Souza, após os outros vereadores comprovarem vacinação para os jornalistas da rádio e para a reportagem do Atual.

Durante a reportagem na rádio, Cristiano enviou um áudio aos jornalistas afirmando que não irá permitir a entrada sem vacina seja quem for. “Se qualquer vereador não tomou vacina, na Câmara não irá entrar. Isso é inadmissível. Irei verificar isso na parte da tarde”, diz.

A reportagem teve acesso ao “Ato do Presidente” que deve ser assinado ainda hoje. No texto é afirmado que “o servidor público ou agente político que não tiver se submetido à vacinação contra a Covid-19, em primeira ou segunda dose, quando esta já se encontrar a disposição da sua faixa etária e/ou condição, ficará impedido de acessar as dependências da Câmara Municipal”.

Em conversa com o Atual, Cristiano afirma que oficialmente não tem informação de nenhum vereador que não tenha se vacinado, mas a medida irá esclarecer esta suspeita. Ele adiantou ainda que novos Atos serão assinados para impedir a entrada de não vacinados em eventos e sessões legislativas. A justificativa do presidente é a saúde e segurança coletiva de todos que frequentam o espaço.

Durante o programa diversos vereadores começaram a enviar fotos da carteirinha para os jornalistas. Adilson Simão, Niltinho Fernandes, Cristiano Tavares, Marco Cantor, Lourival do Raio-X, Cristiano Miranda, Tio Carlinhos, Professor Duzão, e Mariana Fernandes.

A reportagem entrou em contato com Fernando Bitencourt, Professora Roseana, Paulo Pinhata e Juninho Souza para confirmar a vacinação deles. Todos comprovaram a vacinação, exceto Juninho Souza que não respondeu os questionamentos. Com isso, a suspeita do vereador não vacinado recai sobre ele.

Compartilhar nas redes sociais