< Voltar

Setembro Amarelo é mês de luta contra o suicídio

Publicada dia 10/09/2021 às 10:01:00

setembro-amarelo-e-mes-de-luta-contra-o-suicidio

Thaís Balielo


O mês de Setembro foi escolhido pela Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, para protagonizar a campanha Setembro Amarelo de Prevenção ao Suicídio. O médico, pós-graduado em saúde mental, Marciano Pires, argumenta que a campanha serve para conscientizar que doença mental grave, se não tratada, leva ao suicídio. “É importante abordar sobre a depressão e suas causas. Além de deixar claro para a população que depressão é doença, sim!”, diz.

Segundo dados da ABP, são registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

​“Estudos apontam que quase a totalidade dos óbitos por suicídio estão associados a um transtorno psiquiátrico que não foi tratado adequadamente ou sequer identificado e acompanhado. Por isso, a campanha é importante para conscientizar a população sobre a importância da identificação e tratamento corretos das doenças mentais, visando contribuir para a redução desses números alarmantes”, argumenta.

Marciano aconselha que as pessoas cuidem da saúde mental praticando atividade física, alimentação saudável, hidratação, cuidando da qualidade do sono, buscando terapia, técnicas de relaxamento e procurando ajuda médica.

Sobre os sinais e sintomas de quem está com pensamentos suicidas, Marciano citou aqueles que anunciam e ameaçam cometer o ato, pessoas em isolamento social, choro fácil, falta de vaidade, valores e oscilação grave de humor, outro sinal são pessoas que não falam, não se abrem e também as que são excessivamente felizes (sem nunca demonstrarem problema). Tudo isso podem ser indicativos para os amigos e familiares ligarem o sinal de alerta e procurarem ajuda.

Campanha

A Prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo, através do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), está realizando uma campanha este mês. Nas redes sociais do governo estão sendo divulgadas dicas de como ajudar a pessoa que depressiva. A campanha afirma que é importante acolher estas pessoas e encaminhar para ajuda profissional. Os canais para a pessoa buscar ajuda são as Unidades de Saúde, o CAPS, UPA, SAMU, e o CVV (Centro de Valorização a Vida) através do disque 188.

Compartilhar nas redes sociais