< Voltar

Em noite polêmica, projeto de serviços essenciais é rejeitado

Publicada dia 01/03/2021 às 23:16:11

Pedro Figueira

em-noite-polemica-projeto-de-servicos-essenciais-e-rejeitado

Renan Alves


O projeto de autoria do vereador Juninho Souza que classificava praticamente todos os estabelecimentos como essenciais durante a pandemia foi rejeitado por nove contrários e apenas três favoráveis.

Votaram contrariamente os vereadores tio Carlinhos, Lourival, Duzão, Cristiano Tavares, João Marcelo, Mariana Fernandes, Adilson Simão, Marco Cantor e Niltinho.

Foram favoráveis apenas o próprio autor, Juninho Souza, Fernando Bittencourt e Paulo Pinhata. O presidente da Câmara, Cristiano Miranda, não votou.

Do lado de fora, pelo menos 100 empresários, comerciantes e funcionários acompanharam toda a sessão pelo rádio, já que uma portaria publicada hoje, 1º, proíbe que a população assista aos trabalhos dos vereadores. A noite foi composta por vaias, protestos e manifestações em frente ao prédio. Adesivos citando o luto que o comércio vivo foram colados na porta de recepção da Câmara.

Ao fim da sessão, pelo menos 30 empresários esperaram a saída dos políticos e cobraram explicações individuais. Entre justificativas falhas, vidros fechados e deboches, a Polícia Militar foi chamada para conter a situação.

PSL repudia tio Carlinhos

A direção do Partido Social Liberal de Santa Cruz do Rio Pardo publicou uma nota repudiando o voto do vereador Carlos Alberto da Silva (Tio Carlinhos), eleito pela sigla. 

“O parlamentar foi orientado pela direção do partido a votar favorável ao projeto (...) O fato que caracteriza infidelidade partidária já foi comunicado ao diretório Estadual e o nobre Vereador deverá sofrer uma advertência no decorrer da semana”, destaca o documento.

Compartilhar nas redes sociais