< Voltar

Bombom deve ser operado hoje

Publicada dia 23/09/2020 às 10:08:31

Arquivo Pessoal

bombom-deve-ser-operado-hoje

Diego Singolani


Um jovem mineiro, natural de Ponte Nova, que conquistou Santa Cruz do Rio Pardo com a sua simplicidade e gentileza no trato com os fregueses. Joelso Quirino Leão, 27, o Bombom, é o vendedor de trufas mais famoso da cidade, figurinha carimbada nos bares e restaurantes. O rapaz de riso fácil hoje vive um momento delicado, após ser diagnosticado com um tumor no cérebro. Bombom deve ficar impossibilitado de trabalhar por um longo período, o que fez com que várias pessoas lançassem diversas campanhas solidárias, que vão de “vaquinha” online até lives com músicos locais, tudo para angariar recursos para o jovem. 

Bombom está internado no Hospital das Clínicas de Marília (SP), aguardando a cirurgia para a extração do tumor localizado na região frontoparietal direita do cérebro. Segundo publicação do próprio jovem no Facebook, o procedimento deve acontecer hoje, 23. “Agradeço as orações, independentemente de religião. Obrigado mesmo. Podem continuar orando. Tô sentindo as boas energias aqui. Vai ser ser um procedimento muito delicado, por mais de 10 horas de cirurgia. E sim, agora eu preciso ainda mais das orações”, escreveu Bombom, que também postou a foto de sua tomografia e do termo de consentimento que teve que assinar. O documento fala da alta complexidade da cirurgia e dos riscos de sequelas e mortalidade.

Ele segue tomando um coquetel de remédios que fazem parte do preparatório. Bombom está lúcido, inclusive interagindo com as pessoas que lhe desejam força nas redes sociais, surpreendentemente bem humorado para alguém em sua condição. O vendedor de trufas ainda deve enfrentar um período de radioterapia ou quimioterapia, o que só será definido pelos médicos depois do procedimento. 

De acordo com Bombom, há cerca de dois anos ele começou a ter crises convulsivas. No início, elas aconteciam a cada seis meses ou mais. Com o passar do tempo, esse intervalo foi diminuindo para cincos meses, quatro meses, 30 dias, enquanto a medicação receitada a ele era cada vez em maior quantidade. O jovem chegou a fazer um eletroencefalograma em 2019 que nada identificou, por isso ele era tratado com remédios anticonvulsivos. Já durante a pandemia, Bombom foi viajar para Minas Gerais, para visitar a família. Quando retornou para Santa Cruz do Rio Pardo, teve uma grave crise. De volta ao médico, desta vez Bombom diz ter exigido que ele realizasse outros exames. Após uma tomografia, foram observadas alterações. No dia 31 de agosto ele foi internado na Santa Casa de Santa Cruz do Rio Pardo. Dias depois, uma ressonância diagnosticou o tumor, com a necessidade de retirada urgente. Bombom, então, foi transferido para Marília, onde aguarda a cirurgia. 

O jovem vendedor ambulante de trufas, que mora sozinho em Santa Cruz do Rio Pardo, já estava há meses com seu trabalho comprometido por causa da pandemia e da quarentena. O tratamento pós-cirúrgico também deve tirá-lo das atividades por alguns meses. Desde que a notícia da sua doença foi divulgada, dezenas de pessoas se engajaram em campanhas para arrecadar recursos. Rifas, sorteios, e principalmente uma vaquinha online estão sendo realizadas (saiba como ajudar no final da matéria). No domingo, 13, uma live solidária com músicos locais também arrecadou doações. “Eu estou sem palavras. Nunca imaginei que tanta gente gostasse de mim em Santa Cruz. Só tenho que agradecer as doações e orações”, disse Bombom.


Ajude o Bombom através da vaquinha online: vaka.me/1365351

E também por depósito bancário: 

Joelso Leão
Banco Santander
Ag: 0064
Conta: 01021708-7
Cpf: 12090934646

Compartilhar nas redes sociais