< Voltar

Apesar de aumento de preços, ceia tradicional não tem reajuste

Publicada dia 21/12/2020 às 10:02:05

Thaís Balielo

apesar-de-aumento-de-precos-ceia-tradicional-nao-tem-reajuste

Thaís Balielo


A ceia de Natal pode ficar mais salgada este ano com as constantes altas que o preço dos alimentos vem sofrendo. Em novembro, a inflação oficial registrou o maior patamar para o mês em cinco anos, de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Ao mesmo tempo, itens sazonais de Natal como Peru, Chester, Tender e panetones não sofreram aumento. Quem optar por estes itens pode não sentir tanto o impacto do aumento.

Os alimentos que mais contribuíram para a inflação do período foram a batata (30%), o tomate (18,35%), o arroz (6,28%), o óleo de soja (9,24%) e a carne (6%). Portanto, se a ceia for o tradicional churrasco pode realmente ficar mais cara este ano.

Já a empresária Bianca Botelho Queiroz Vuolo não acredita que a ceia ficará mais cara esse ano. “Os aumentos nos preços dos alimentos são os produtos que já estão na mesa no dia a dia, portanto este aumento já foi sentido, mas os produtos sazonais de Natal estão praticamente o mesmo preço”, garante.

Ela relata que a procura por tender, peru, chester se manteve igual a dos últimos anos. “Os preços desses itens não tiveram alta significativa e as pessoas ainda buscam esses itens tradicionais para suas ceias de Natal. Na realidade, esse ano a maior dificuldade foi a escassez de produtos. Sentimos muita falta de embalagem, demora na entrega, tudo sob alegação da pandemia. Havia produtos que pedíamos e o fabricante tinha o item mas não tinha embalagem para mandar. As coisas que subiram, como algumas bebidas, realmente foram sob alegação de falta de embalagem, ou de alumínio no caso da lata de cerveja”, revela.

Bianca relatou ainda um grande aumento na procura por cestas de Natal. “Muitas empresas que não puderam oferecer festas de final de ano por conta da pandemia, optaram por presentear seus funcionários com cestas natalinas, o que tem agradado a muita gente”, afirma.

As opções de cestas são muitas e é possível personalizar. “É realmente uma ótima opção nessa época que estamos vivendo. Até porque muitas pessoas estão precisando ou preferindo agora receber produtos alimentícios a presentes diversos devido à situação econômica que estamos vivendo”, acredita.

Coordenadora de caixas de um supermercado da cidade, Patrícia de Fátima Silva Magnoni revelou que muitas empresas já compraram produtos natalinos para presentear os funcionários. Uma empresa comprou 39 frangos supreme e outra comprou 66 unidades de chester. Outra firma pegou 66 cestas de natal diferenciadas.

Patrícia também acredita que as empresas que faziam festas para funcionário resolveram investir em presentes natalinos melhores este ano. A procura do consumidor direto por esses itens também está dentro do esperado e não parece que terá queda. “A venda maior acontece nos dias que antecedem as festas, pois as famílias não costumam comprar com muita antecedência pela falta de local para armazenamento em casa. Já os setores de bebida e açougue já percebemos um aumento nas vendas nestes últimos dias”, relata.

Ela conta ainda que os kits para presentear estão com grande saída, como cestas com panetones, espumantes e petiscos. O gerente do supermercado, Silvio César Batista, está confiante nas vendas, pois os preços não sofreram alteração. “Nossas cestas estão com o mesmo preço, o peru, o tender, o panetone, os espumantes também não tiveram alteração. A alta foi principalmente o preço do arroz e da carne. Além de produtos que mantiveram o preço, mas diminuíram a gramagem como o chocolate”, relata.

Receita

Salada de grão de bico

Ingredientes

  • 800 g de grão-de-bico;
  • 2 pepinos;
  • 12 tomates-cerejas;
  • 1/2 cebola roxa;
  • 2 dentes de alho;
  • 480 g de azeitona;
  • 50 g de queijo feta;
  • 1/2 xícara de molho para salada italiano;
  • Suco de 1/2 limão;
  • 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino moída;
  • Salsinha a gosto;
  • Sal a gosto.

Modo de Preparo

  • Cozinhe o grão de bico, reserve;
  • Corte os pepinos em sentido do comprimento e em fatias;
  • Corte os tomates cereja ao meio, pique a cebola, o alho, fatie as azeitonas e esmigalhe o queijo;
  • Junte tudo em uma travessa;
  • Mexa bem para que pegue o tempero;
  • Leve para geladeira por 2 horas no mínimo.
Compartilhar nas redes sociais