Jornal Atual
< Voltar

Jogo do bicho nasceu em 1892 e continua forte

Publicada dia 29/07/2021 às 11:04:53

jogo-do-bicho-nasceu-em-1892-e-continua-forte

Thaís Balielo


Mesmo sendo ilegal, o jogo do bicho faz parte da cultura do brasileiro. Inclusive o número 24, que foi alvo de recente polêmica no mundo do futebol por jogadores não gostarem de usar o número na camisa, está associado ao jogo do bicho. O veado é 24 no bicho, e como o animal acompanha piadas homofóbicas, o número herdou este estigma. Em Santa Cruz do Rio Pardo o jogo é ilegal, como no resto do país, mas não foi difícil para a reportagem encontrar pontos de jogo na cidade.

A modernidade também acompanhou o jogo, os antigos apostadores e vendedores de jogos lembram que antes tudo era anotado em um canhoto com papel carbono para uma via ficar com o apostador e outra com o ponto. O resultado era passado por telefone pelos bicheiros e os apostadores passavam nos pontos para saber o resultado e buscar os prêmios caso ganhassem. Hoje em dia as apostas nos pontos de vendas são feitas por um aplicativo de celular e o comprovante do jogo é impresso na hora por uma pequena máquina. Os resultados podem ser passados por WhatsApp, ou até mesmo encontrados na internet.

A origem do jogo vem de 1892 pelo barão João Batista Viana Drummond, fundador do zoológico do Rio de Janeiro. No início, o zoológico não era muito popular, então o jogo surgiu para incentivar as visitas. Na compra do ingresso, os visitantes recebiam um cupom com a estampa de um entre 25 animais. Um dos animais era sorteado no final do dia, e quem tivesse o cupom premiado recebia até 20 vezes o valor que pagou pelo bilhete. Em 1894, já era possível comprar vários bilhetes – motivando o surgimento do bicheiro, que os vendia pela cidade. Assim, o sorteio virou jogo de azar. No ano seguinte, o jogo foi proibido, mas aí já tinha virado febre.

Apostas – Há mais de dez tipos de aposta, que rendem prêmios de acordo com sua probabilidade. A “milhar seca” (ou na cabeça), por exemplo, acontece quando o seu milhar sair no primeiro sorteio. Paga 4 mil vezes o investimento. Ou seja, se apostar um real e acertar a milhar seca, recebe 4 mil. Já a “dezena” rende 80 vezes: basta que os últimos dois dígitos do seu milhar sejam sorteados. Um “duque de dezenas” rola quando forem sorteadas duas dezenas que você definir. O retorno é de 200 para 1.

No jogo do bicho, cada um dos 25 animais corresponde a quatro números: do avestruz (01 a 04) à vaca (97 a 00). Há diferentes opções de apostas, e o prêmio varia com a possibilidade de vitória. Basicamente, o jogo do bicho funciona com o sorteio de cinco pares de dezenas entre 00 e 99, associadas a 25 animais diferentes. Se você escolheu essas dezenas, leva o prêmio.

Existem mais de um sorteio diário e às quartas-feiras e sábados os números vencedores são os que derem na Loteria Federal. Em geral, seu animal ganha se os dois últimos números do milhar anunciado na Loteria Federal correspondem ao número do bicho. Por exemplo: se a loteria sorteou o número 3350, o vencedor é o galo (49 a 52). 

Em um dos pontos de venda de bicho encontrados pela reportagem o vendedor contou que existe uma hierarquia das bancas de bicho. Ele trabalha para uma banca que recolhe o dinheiro das apostas semanalmente e recebe uma comissão das apostas. Desta forma ele recebe a comissão do que vende e não corre o risco de ter que pagar apostas vencedoras.

Já a banca é quem paga os prêmios e existem bancas maiores e menores. Ele lembra que certa vez um colega de ponto de venda resolveu se tornar banca para ter mais lucro, mas não soube dividir os riscos com outras bancas e acabou com uma dívida quando um apostador ganhou um prêmio alto. Ele explica que as bancas costumam pagar parte de suas apostas para bancas maiores que ajudam a cobrir quando existe prêmio alto para pagar.

Essa divisão entre as bancas é chamada de “descarga”. Na prática, os bicheiros menores fazem um "seguro" ao pagar parte das apostas a um bicheiro maior, que garante apostas altas caso seja necessário. Em outro ponto da cidade um ex-vendedor de jogo do bicho contou que trabalhava para uma banca da cidade de Bauru e que eles pagavam a multa no caso da polícia descobrir o ponto.

Este ex-vendedor de jogos contou ainda que tinha muitos clientes que jogavam todo dia e gostavam de interpretar sonhos traduzindo para animais. “Tinha uns sortudos que sonhavam e acertavam mesmo. Uma vez uma pessoa me devia bastante dinheiro e não estava pagando, aí ganhou no bicho e me pagou tudo que devia”, relata.

Neste ponto, fechado a cerca de 5 anos os jogos sempre foram feitos nos canhotos de papel, mas em outro ponto encontrado pela reportagem as apostam já são na “maquininha”. Neste local, o proprietário relatou que são inúmeros os jogos por dia, pois com o advento da internet é possível apostar pelo resultado de outros estados, então são diversos horários de sorteio disponíveis, além dos dias específicos pela Loteria. Ele conta que está há pouco tempo no ramo, mas já teve prêmios de até 5 mil reais em seu estabelecimento.

Compartilhar nas redes sociais