< Voltar

Convenção confirma chapa de Diego da Saúde e Edvaldo Godoy

Publicada dia 08/09/2020 às 10:52:56

Renan Alves

convencao-confirma-chapa-de-diego-da-saude-e-edvaldo-godoy

Renan Alves


A convenção organizada na noite de quinta-feira, 3, pelos partidos Solidariedade, Partido Socialista Brasileiro (PSB), Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido Social Democrático (PSD) e Partido Liberal (PL) lançou oficialmente os candidatos Diego Singolani (PSB) e Edvaldo Godoy (Solidariedade) para disputar a prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo.

O evento contou a presença de quase todos os 70 nomes que foram anunciados para disputar o legislativo da cidade. A presença de amigos e familiares não foi permitida devido à pandemia do novo coronavírus.

Os deputados federais Rodrigo Agostinho (PSB) e Capitão Augusto (PL), além do deputado estadual Ricardo Madalena (PL), marcaram presença e discursaram na tribuna. Augusto teceu elogios e afirmou que Otacílio é o “o melhor prefeito da história da região e serve de exemplo de gestão”. Já Madalena, afirmou que o atual prefeito “conserta ossos e consertou Santa Cruz”. Ao agradecer o apoio dos partidos chegou a citar o PSDB por engano e logo disfarçou, aos risos.

Com um discurso escrito, Edvaldo Godoy afirmou que aceitou o convite em ser vice sem hesitar porque queria estar no grupo vencedor. Segundo o político, a cidade não tem mais espaço para o que chamou de ‘política retrógrada’ e de ‘toma lá, da cá’.

O discurso mais contundente da noite foi o de Parras. O prefeito afirmou que Santa Cruz precisa de mais transformações e disse que tem gente que fala isso, mas não participa da receita. “Tem uns que participaram e logo saíram. Aqueles que pensam em si, desertam e sobrevivem as custas da traição”, disse atacando o líder da oposição, Luciano Severo.

Otacílio também colocou uma meta e disse que quer que Diego vença as eleições com 82% dos votos contra os dois adversários. “Fizemos 78% contra o grande líder político Adilson Mira, porque o povo mudou, quer trabalho” disparou.

Capitão acusa Severo de traição

Perguntado pela reportagem do Atual se, ao apoiar Singolani, Augusto não estaria traindo a classe dos militares, o deputado declarou que foi traído por Luciano Severo. “Eu faço um trabalho para eleger militares, mas com o Severo eu tive uma grande decepção, ele me traiu em eleições anteriores”, disparou.

Augusto afirmou que Severo dizia fazer campanha para ele, enquanto na verdade atuava para outros dois candidatos. “Eu que o lancei na política, iniciei todos os trabalhos, mas fui surpreendido no meio da campanha”, declarou.

Compartilhar nas redes sociais