Jornal Atual
< Voltar

Prefeitura de Santa Cruz deve contratar PMs nos dias de folga

Publicada dia 10/03/2020 às 10:44:49

Thaís Balielo

prefeitura-de-santa-cruz-deve-contratar-pms-nos-dias-de-folga

Diego Singolani


A Prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo iniciou as tratativas com o Comando do batalhão da Polícia Militar para a implantação da Operação Delegada, um convênio com o Governo do Estado que permite a contratação de policiais nos dias de folga. A informação foi confirmada pelo Capitão da PM Cassiano Corrêa de Moraes e também por vereadores da base governista, que, na última segunda-feira, 2, ao apresentarem um requerimento ao prefeito Otacílio Parras Assis (PSB) solicitando a adesão do município ao programa, disseram que o mandatário já sinalizou positivamente para a proposta.

Implantada pioneiramente na cidade de São Paulo, em 2009, a Operação Delegada já é desenvolvida em mais de 60 municípios. As prefeituras interessadas no convênio procuram o Comando da Polícia Militar da região com um projeto específico que atenda às necessidades da cidade. O projeto, posteriormente, é encaminhado ao Comando Geral da PM e à Secretaria de Segurança Pública (SSP) para que, depois de analisado, possa ser aprovado pelo secretário da Segurança. “Esse instrumento somente pode ser firmado se houver concordância das partes contraentes. Estamos em tratativas com a Prefeitura Municipal ainda, mas sou a favor de se firmar esse convênio”, afirmou Cassiano. O comandante explica que, após a aprovação de uma lei municipal e da assinatura do convênio, os policiais que tiverem interesse poderão se inscrever para as vagas, desempenhando as funções atribuídas pela Prefeitura Municipal. “Em Marília, por exemplo, os policiais fazem o monitoramento das câmeras de segurança”, disse.

Se confirmada a parceria com o Governo do Estado, a Administração poderá contratar policiais militares fardados, com os acessórios utilizados em suas funções diárias, para realizarem operações programadas em áreas previamente definidas pela Prefeitura, além de fiscalizar eventos, comércio ambulante irregular, perturbação do sossego, entre outras ações para que, em horários de folga do seu turno, possam atuar na segurança municipal. “A celebração do convênio passará a disponibilizar ainda maior segurança e bem estar à população, agilizando e facilitando procedimentos, que rapidamente mobilizam a pronta resposta nas ruas”, diz a justificativa do requerimento aprovado por unanimidade na Câmara de vereadores. 

Compartilhar nas redes sociais