< Voltar

Mais de 1200 pessoas já receberam o auxílio emergencial em Santa Cruz

Publicada dia 30/06/2020 às 10:22:06

Isadora Iaroseski

mais-de-1200-pessoas-ja-receberam-o-auxilio-emergencial-em-santa-cruz

Diego Singolani


Nos últimos três meses, 1262 moradores de Santa Cruz do Rio Pardo receberam pelo menos uma parcela do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus. Os dados são oficiais e foram disponibilizados no Portal da Transparência da União. A consulta é aberta a todos os cidadãos. Além de acessar a lista completa com o nome e o valor pago aos beneficiados, o sistema permite a realização de denúncia caso haja suspeita de fraude ou recebimento indevido.

No portal www.portaldatransparencia.gov.br, clicando no ícone Auxílio Emergencial, é possível detalhar a lista completa composta por mais de 53,9 milhões de beneficiários - com filtros por estado, município e mês. Os usuários também podem utilizar a busca geral ou os filtros da consulta para encontrar um beneficiário específico, por meio do nome, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou Número de Identificação Social (NIS). Nos casos de beneficiários que fazem parte do Bolsa Família, as informações também podem ser consultadas a partir dos respectivos representantes familiares, quando houver.

Os valores apresentados no Portal se referem às parcelas disponibilizadas em conta aos beneficiários, não sendo possível afirmar que o recurso foi efetivamente sacado. Nas situações em que a parcela foi disponibilizada, mas apresentou algum tipo de restrição após atualização da base de dados, são informados dois tipos de observação: “Retido: Avaliação por Divergências Cadastrais” e “Valor Devolvido à União”. 

Controle Social

Por meio do Portal da Transparência, o cidadão também pode contribuir para o controle social ao enviar denúncias sobre fraudes ou inadequação dos pagamentos do auxílio emergencial. Na página de detalhamento de cada beneficiário, que apresenta as informações cadastrais e as parcelas já disponibilizadas, há um link para encaminhar denúncia diretamente ao Ministério da Cidadania. Outra possibilidade é indicar, por exemplo, se uma pessoa física específica recebe um benefício indevidamente. Para isso, o Portal também disponibiliza a ferramenta “Fique de Olho!” em cada ficha de detalhamento. Se o beneficiário tiver recebido o crédito da parcela de forma indevida, também está disponível, na ficha de detalhamento, o link para devolução voluntária.

Compartilhar nas redes sociais