< Voltar

Bares e restaurantes reabrem a partir do próximo dia 27 em Santa Cruz

Publicada dia 17/06/2020 às 15:47:52

Ilustração

bares-e-restaurantes-reabrem-a-partir-do-proximo-dia-27-em-santa-cruz

Diego Singolani


Bares, lanchonetes, restaurantes, cafés e demais estabelecimentos do gênero poderão ser reabertos ao público a partir do dia 27 de junho em Santa Cruz do Rio Pardo. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira, 17, após reunião entre o prefeito Otacílio Parras Assis (PSB) e representantes do Ministério Público, Secretaria de Saúde e comerciantes. Um decreto com as regras para o funcionamento destes locais será publicado no semanário oficial no sábado, 20.

Nas últimas duas semanas, os estabelecimentos já estavam funcionando, mas apenas no sistema delivery e com o consumo de produtos proibido dentro dos locais. Com as novas regras de flexibilização definidas pelo Poder Público em Santa Cruz do Rio Pardo, eles poderão receber seus clientes respeitando regras de distanciamento e higienização. No caso dos bares, os jogos de carteado não poderão ser realizados. “Não tem como controlar a contaminação de uma carta passando de mão em mão, é impossível. Isso segue proibido. O jogo de bilhar, desde que as pessoas não compartilhem os objetos, poderá acontecer”, disse o promotor da Saúde Pública, Marcelo Saliba, que participou da reunião.

Nos restaurantes, o sistema de self-service poderá ser retomado, desde que haja um funcionário para servir os clientes, que não devem ter contato com os utensílios. Não será autorizado reserva de mesa para grandes grupos de pessoas. A informação é que só será permitido mais de quatro pessoas por mesa caso todas sejam da mesma família. O sistema rodízio, tanto de carne como de pizza, não será permitido em toda a área do município, incluindo os restaurantes localizados às margens de rodovias. O horário de funcionamento dos estabelecimentos também será ampliado. Bares poderão atender de segunda à sexta-feira até as 22h e aos sábados e domingos até às 17h. Restaurantes, lanchonetes, cafés e demais comércios do gênero poderão funcionar em seus horários habituais. De acordo com o prefeito Otacílio, a fiscalização da prefeitura, que até então adotava uma postura mais tolerante com os descumpridores das regras, deve ser bastante rigorosa a partir de agora. “Quem for flagrado desrespeitando o decreto será multado e interditado”, afirmou. A prefeitura também deve discutir nos próximos dias a volta ao trabalho dos food trucks na cidade. 

Igrejas

Ontem, 16, a liberação de celebrações presenciais em igrejas de Santa Cruz do Rio Pardo já havia sido anunciada pela prefeitura. O decreto com as regras para os cultos e missas também será publicado no sábado, 20, e a permissão de retomada passa a valer no próximo dia 27. A informação é de que os cultos evangélicos deverão voltar nesta data, porém os representantes católicos optaram por reabrir as igrejas aos fiéis no primeiro final de semana de julho, nos dias 3 e 4. Distanciamento entre fiéis, uso de máscaras e álcool em gel, higienização dos templos são os principais pontos do decreto a ser publicado. Ainda foi definido que não será permitida a presença de menores de 10 anos de idade nos cultos e a orientação é para que as pessoas do grupo de risco para Covid-19 continuem acompanhando as atividades pela internet.
 

Avanço na flexibilização

Em Santa Cruz do Rio Pardo, que pertence ao Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília,  mantido na fase 2 (laranja), o prefeito Otacílio Parras Assis (PSB) já havia liberado atividades que só seriam permitidas na fase 4, de acordo com os critérios do governo estadual. É o caso das academias, salões de beleza e barbearias. O prefeito justificou que as atividades foram classificadas como essenciais pelo governo federal e que caberia a ele apenas disciplinar a forma de funcionamento, mesmo contrariando o Estado. Porém, bares, restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos do gênero, que serão liberados pelo prefeito a partir do dia 27, não estão inclusos nas atividades essenciais definidas pelo governo federal e, de acordo com o último decreto do governador João Dória (PSDB), só poderiam retomar suas atividades, com restrições, a partir da fase 3 (amarela).

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Santa Cruz do Rio Pardo, nesta terça-feira, 16, o município chegou a marca de 116 casos positivos de Covid-19 e possui 25 pacientes internados na Santa Casa com a doença, sendo quatro deles na UTI, em suporte respiratório não invasivo. Ainda segundo a pasta, 78 pacientes que tiveram a doença já cumpriram a quarentena e estão recuperados. 

Compartilhar nas redes sociais