< Voltar

Homens também precisam de reposição hormonal

Publicada dia 22/03/2021 às 14:09:46

Thaís Balielo

homens-tambem-precisam-de-reposicao-hormonal

Thaís Balielo


A menopausa nas mulheres e a busca por reposição hormonal é um assunto comum do universo feminino, porém da mesma forma homens também precisam de reposição durante a andropausa, mas a busca é muito menor entre eles. O médico endocrinologista Valdinei Garcia relatou que atualmente tem mais pacientes homens que há 10 anos, mas ainda há preconceito em admitir que precisam. Ele revelou que têm em tratamento no momento 245 homens e 2.154 mulheres para andropausa e menopausa respectivamente.

Garcia explicou que os hormônios masculinos são produzidos pelos testículos que começam a envelhecer após os 30 anos. A andropausa é conhecida popularmente como a menopausa dos homens. Mais de 50% dos homens com mais de 40 anos de idade sofrem com a diminuição da libido (vontade de manter a relação), chegando a 75% aos 70 anos de idade. “Os homens começam a apresentar sintomas da andropausa parecidos com a da mulher na menopausa, como variações do humor, depressão, irritabilidade, alterações no sono, dores ósseas e musculares indisposição e até mesmo a impotência sexual”, informa.

Para o tratamento da andropausa deve-se saber a causa da diminuição do hormônio, que pode ter origem cerebral ou até mesmo ocasionado por algum efeito colateral de algum medicamento ou a idade. A reposição hormonal é indicada em casos de deficiência, observando as contraindicações os resultados são totalmente satisfatórios, como melhora no desempenho físico e mental, melhora na massa muscular e distribuição da gordura, diminuição de osteoporose (melhora da densidade mineral óssea), aumento da libido (desejo sexual), além da diminuição do risco de anemia (um dos sintomas da deficiência de testosterona).

O médico alerta que todo homem com o processo de envelhecimento necessitará de tratamento da andropausa em alguma fase da vida, para manter qualidade de vida e participação social, com manutenção de maior vitalidade. “Varia de pessoa para pessoa a idade de início dos sintomas e as queixas a respeito da andropausa”, afirma.

Como os sintomas masculinos são mais graduais que os femininos, os homens demoram mais a procurar ajuda médica. Hoje no Brasil se trata 5 mulheres com menopausa para cada homem tratando andropausa. “Existe preconceito em procurar ajuda por parte do homem. Mas essa diferença já foi bem maior no passado, e a conscientização de que andropausa afeta qualidade de vida, fez com que um número maior de homens procure se tratar”, argumenta.

O endocrinologista alerta ainda que a reposição com testosterona só deve ser feita com a orientação médica e não deve ser utilizada para ganho de massa muscular, pois pode causar sérios danos à saúde, como agravamento de câncer na próstata; aumento do risco de doença cardiovascular; aumento da toxicidade do fígado; aparecimento ou piora da apneia do sono; acne e oleosidade da pele; reações alérgicas na pele devido aplicação do adesivo; aumento anormal da mama ou aparecimento de câncer de mama.

Compartilhar nas redes sociais