< Voltar

Exemplificação sobre comportamento de vítimas de estupro gera revolta entre universitários; professor se pronuncia

Publicada dia 16/04/2021 às 00:51:11

Reprodução

exemplificacao-sobre-comportamento-de-vitimas-de-estupro-gera-revolta-entre-universitarios-professor-se-pronuncia


O trecho cortado e compartilhado de uma aula do professor e coordenador do curso de Direito da Unifio, Fabio Pinha Alonso foi o estopim para uma campanha nas redes sociais que se iniciou nesta madrugada entre jovens e estudantes. 

Para a turma de direito, por videoconferência, o professor está explicando sobre circunstâncias agravantes genéricas, e cita um exemplo. “Vamos pensar. O que é mais fácil estuprar? uma freira de hábito ou aquela menininha com a cinta larga (sic)? Fala pra mim, qual vítima colabora mais com a prática do estupro?”, diz Fabio ao vivo logo em seguida se justificando. “Eu to falando em tom de brincadeira, mas eu quero que vocês imaginem isso, como é o comportamento da vítima”, complementa garantindo que o comportamento pode interferir no crime.

Nas redes sociais, alguns alunos consideraram a fala misógina e machista e pediram um pronunciamento da universidade, do professor e até o afastamento do mesmo.

Por telefone para a nossa reportagem, Fabio afirmou que o vídeo foi editado e manipulado. “Eu não compactuo com estupro mas estava explicando como era o comportamento. Faço parte da Unifio há mais de 15 anos professor a mais de 30 anos”, afirmou.

Segundo o professor, esse exemplo já foi usado em outras aulas. “Nunca aconteceu isso, até as outras turmas já entraram em contato comigo prestando todo apoio a mim. Não sei o que levou essa turma a fazer isso”, disse.

Fabio explicou que a aula aconteceu para o terceiro termo de Direito. “Nunca tive problema com a turma. Foram meus alunos no primeiro termo. Tenho minha consciência tranquila, sempre procurei fazer o melhor possível”, finalizou.

Veja manifestações:

Compartilhar nas redes sociais