< Voltar

Mercado de trabalho busca profissionais formados pela ETEC

Publicada dia 31/05/2021 às 13:19:52

Pedro Figueira

mercado-de-trabalho-busca-profissionais-formados-pela-etec

Thaís Balielo


A ETEC Orlando Quagliato está com inscrições abertas até dia 2 de junho às 15h para 4 cursos técnicos. Com parceria com diversas empresas da cidade e região através de programas de estágio e de menor aprendiz, os estudantes dos cursos técnicos da escola costumam ter boas oportunidades no mercado de trabalho.

As aulas irão ocorrer no período e são oferecidas 40 vagas para cada. As inscrições são feitas pelo site www.vestibulinhoetec.com.br. A seleção será feita através do histórico escolar dos candidatos. Os cursos ofertados são Administração, Agroindústria, Segurança do Trabalho e Técnico em Enfermagem.

O coordenador do curso de Alimentos e Agroindustria, Gustavo Zacura Morbi, afirma que o curso tem boa procura de alunos e de empresários em busca de mão de obra. “Como temos muitas indústrias deste setor, é um grande atrativo. Temos o Programa Jovem Aprendiz com parceria com algumas destas empresas do ramo alimentício”, diz.

Ele explica que o curso ensina sobre toda a parte nutricional dos alimentos, além de toda a parte de processamento desde a matéria prima até o produto final, como conservar. Processar a matéria prima, fazer o produto final, e como conservar o alimento por mais tempo.

“Nesta época de crise econômica e desemprego, o setor que mais cresceu economicamente foi o dos alimentos. Não teve quedas e a empregabilidade aumentou. As empresas da cidade procuram a escola para indicações de alunos para vagas de empregos. Com as parcerias do programa jovem aprendiz, os estudantes trabalham na empresa como aprendiz e conseguem experiência para conquistar a vaga no mercado de trabalho. Para quem não está faixa etária do programa, o conhecimento do curso também habilita o aluno para o mercado de trabalho”, garante.

Coordenadora do curso de Administração, Rita Mendonça, garante que os alunos de ADM tem uma boa perspectiva de mercado de trabalho. “Temos o programa aprendiz paulista que as empresas antes mesmo do aluno terminar o curso já procuram para trabalho. Brasília Alimentos, Santa Massa, Rosalito, Doce Fruta de São Pedro. São várias empresas na área administrativa, informática, segurança no trabalho e agroindústria. Vários ex-alunos que começaram como aprendiz e foram absorvidos pelas empresas. Chega a faltar mão de obra para as empresas. Nossos cursos são muito procurados pelas as empresas para contratar alunos”, afirma.

Compartilhar nas redes sociais