< Voltar

Floriculturas apostam em cestas para Dia das Mulheres

Publicada dia 08/03/2021 às 11:34:25

Pedro Figueira

floriculturas-apostam-em-cestas-para-dia-das-mulheres

Thaís Balielo


Com o 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as floriculturas estão com as expectativas altas para as vendas de flores e cestas de presentes. Todo ano nesta época as vendas aumentam. Em 2020 ainda não estávamos em isolamento da pandemia, então não se sabe se este ano pode ter queda nas vendas, mas proprietárias de floriculturas afirmaram ter se preparado para boas vendas.

Regina Martelozzo, da Floricultura Victoria Régia, relata que as vendas sempre foram boas nesta época, pois as pessoas compram algo para a mãe, esposa, filhas, sogras cunhadas, funcionárias, ou seja, para todas as mulheres que fazem parte de sua vida.

Apesar do novo fechamento por conta do avanço da pandemia, floriculturas estão abertas, pois estão elencadas como essenciais, por conta do serviço de funeral. Podendo atender o público, dentro das normas de segurança sanitária, elas apostam em bons números e já sentiram crescimento de vendas durante a semana.

“Vamos ver como vai ser esse ano com a pandemia, mas estamos bem estruturados. Fiz uma boa compra de rosas, vasos ornamentais como orquídeas, azaleia, kalandivas, entre outros. Outra aposta é a venda das nossas de cestas com guloseimas, cervejas, refrigerantes, chocolates, tem as cestas de flores e cestas com pelúcias. Esperamos ter um bom retorno do investimento”, diz Regina.

Proprietária da Flores Santa Cruz, Ângela Gonçalves, lembra que o fechamento e isolamento social da pandemia ainda não havia começado nesta época em 2020. Ela chegou a inaugurar uma segunda loja no dia 5 de março, então no dia 15 fechou tudo. “Este ano estou bastante preocupada. As flores estão com muita oscilação de preços. Nós preparamos da melhor maneira possível para poder ter preços bons e poder atender em delivery, drive thru e mesmo presencial, pois ainda entramos como essencial por fornecer flores para funerárias. Espero que continue assim, pois estamos bem abastecidos para as vendas de segunda-feira”, relata.

Ângela afirma que foi preciso se reinventar, trazendo opções bonitas e mais baratas. “Tudo subiu muito, mas estamos confiantes que ao menos uma lembrança, um botão de rosa, as pessoas lembrem-se de pedir pelo WhatsApp, redes sociais ou até mesmo diretamente na loja, pois estaremos de portas abertas, dentro das normas de higienização e evitando aglomeração”, argumenta.

Compartilhar nas redes sociais