< Voltar

ClubHouse: rede social de áudio desperta curiosidade

Publicada dia 04/03/2021 às 16:12:45

clubhouse-rede-social-de-audio-desperta-curiosidade

Thaís Balielo


Recentemente, uma nova plataforma tem despertado a curiosidade do público com uma proposta que vai na contramão das redes sociais de grande apelo por conteúdos de fotos e vídeos. O Clubhouse é um app baseado em áudio, e que por enquanto permite a entrada apenas de convidados na plataforma.

Por ser baseada em áudios, a interação dentro do Clubhouse é como ouvir um podcast ao vivo – ou uma ligação telefônica. O app se descreve como “um novo tipo de produto social baseado na voz que permite que pessoas em todos os lugares falem, contem histórias, desenvolvam ideias, aprofundem amizades e conheçam novas pessoas interessantes ao redor do mundo”. 

Estudante de direito, Isadora Saliba, 24, acredita que o aplicativo funciona perfeitamente para fazer networking. “Na minha área já criei vários contatos e parcerias. Além disso, as salas são muito úteis para debate de ideias e temas sociais em discussão. Através delas é possível criar temas específicos e discutir aquele assunto. Mais legal ainda é que, em meio a essas discussões, o app te dá a oportunidade de se conectar com pessoas grandes, renomadas, reconhecidas. Por exemplo, na minha área já tive a oportunidade de fazer contato com professores, advogadas e promotoras que admiro e, a partir daí, construir novas ideias e crescer profissionalmente. Entrei dia 8 de março na rede e, pelo tempo que estou, considero que já tive muitas experiências boas”, conta.

Jornalista e professora universitária, Elaine Garcia de Oliveira, 38, conta que recebeu o convite de um amigo e entrou por curiosidade, como teria em qualquer outra rede social. “O que me chamou atenção, é por ser uma rede social que agrega conhecimento, através de discussões sobre os mais variados assuntos, de acordo com o filtro que você escolhe. São debates feitos por áudio com pessoas que não fazem parte do seu círculo de amigos ou conhecidos. Então, achei isso o mais interessante. Por você poder ouvir e saber sobre determinados assuntos com pessoas de várias partes do País ou mundo”, argumenta.

Músico e integrante da Comissão de Bandas que organiza o Rock Rio Pardo, Luciano Pimentel, foi convidado para a rede para participar de um grupo de pessoas que trabalham com eventos. A sala de bate papo sobre o tema ainda não aconteceu, mas ele está aproveitando para conhecer o aplicativo.

“Usei pouco ainda, mas estou achando bacana, e muito diferente. Percebi que o pessoal da produção musical anda usando com bastante fervor a ferramenta. Eu mesmo tenho ficado de ouvinte sobre alguns temas relacionados. É interessante que em quase todas as salas que você entra sempre tem uma galera mais famosa ou que tenham uma mídia muito forte no tema que esta sendo debatido. Isso te traz mais perto dos ídolos ou das pessoas que são referência para você em determinado assunto”, acredita.

A maquiadora Natália Locali também entrou na rede buscando conteúdo e contatos de sua área profissional, mas afirma que também utiliza para autoconhecimento. “Tem salas muito boas. Faz pouco tempo, mas desde que comecei já aprendi tanta coisa que fiquei impressionada. Além da oportunidade de conseguirmos conversar com pessoas do meio que talvez não conseguiríamos com tanta facilidade”, pondera.

A consultora de sono Fernanda Carrero também busca enriquecimento profissional com a rede. Ele busca salas sobre maternidade e espera ter oportunidade de falar mais sobre as questões do sono das crianças que é com o que trabalha. Ela disse ainda estar se adaptando a nova rede, mas está gostando.

Compartilhar nas redes sociais