< Voltar

Reabertura de templos está autorizada a partir de hoje

Publicada dia 27/06/2020 às 12:26:21

Arquivo Pessoal

reabertura-de-templos-esta-autorizada-a-partir-de-hoje

Diego Singolani


Entra em vigor hoje, 27, o decreto do prefeito Otacílio Parras Assis (PSB) que disciplina retomada de atividades religiosas em igrejas, templos e afins em Santa Cruz do Rio Pardo. O documento apresenta as normas de horário, higienização e distanciamento social entre os fiéis, mas não estabelece a aplicação de sanções em caso de descumprimento da lei.

Além da aplicação de regras sanitárias já definidas para outros setores, os principais pontos do decreto dos templos são: entrada somente de maiores de 10 anos, sendo obrigatório o uso de máscaras por todos os frequentadores; Restrição no número de frequentadores, devendo ser observado o distanciamento entre os presentes e ainda organizados os assentos de forma alternada entre as fileiras, com a distância mínima de um metro e cinquenta centímetros entre eles; Todos os bancos, cadeiras, altares, portas, maçanetas, balcões, corrimãos, interruptores, equipamentos de som, instrumentos, microfones, mobiliários e todas as superfícies e móveis que possam propagar a contaminação do coronavírus devem ser higienizados antes e depois de sua utilização; Restrição do tempo máximo de atividade a 45 minutos e com intervalo mínimo de duas horas entre as celebrações públicas. 

O pastor Natalino Marconi de Souza, da 1° Igreja Batista Independente de Santa Cruz do Rio Pardo, diz que a expectativa para o retorno dos cultos é grande. Porém, ele adota um discurso cauteloso. “Os cultos fazem falta na vida dos cristãos. É tão bom estar na igreja, em oração, louvando, estudando a palavra do Senhor com os irmãos! Só que Deus ensina ‘fé, mas prudência’. Temos muitas pessoas idosas na igreja, sujeitas a ficarem doentes. Acredito que devemos respeitar as autoridades de saúde tomando todos os cuidados”, afirmou. “Nós vamos preparar tudo, álcool em gel, toalhas de papel, a separação dos bancos, para poder receber as pessoas que precisam e que podem frequentar os cultos. Providenciaremos tudo o que for necessário, de acordo com a lei. Vamos fazer nossa parte, para que possamos nos reunir na igreja e dar culto a Deus, mas cumprindo nossos deveres também”, disse Natalino.

Frei Bruno Moreira, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, a pandemia tem afetado os fiéis e a família, como instituição. “Pessoas necessitadas de Deus, da eucaristia. Vejo tantas pessoas a reclamar que estão angustiadas ou até em início de depressão por não ter acesso aos sacramentos”, disse. As igrejas católicas entraram em um consenso e decidiram reabrir os templos para celebrações pessoais no próximo fim de semana, nos dias 3 e 4 de julho. “O retorno deve acontecer aos poucos, visto que nossa orientação é que só participem aqueles que não estão no grupo de risco ou que até mesmo se sentem preparados para sair de casa. Por isso, espero com carinho esse dia, mas também atento no cuidado com minhas ovelhas, pois minha missão como pastor é cuidar da vida. Mas confio em Deus. Que tudo aos poucos vai se organizando e voltando a normalidade, mas tudo ao seu tempo . Precisamos ter paciência!”, afirmou.

Compartilhar nas redes sociais