< Voltar

Emprego: julho fecha com saldo positivo em Santa Cruz

Publicada dia 25/09/2020 às 10:17:49

Isadora Iaroseski

emprego-julho-fecha-com-saldo-positivo-em-santa-cruz

Diego Singolani


Santa Cruz do Rio Pardo encerrou julho com um saldo positivo de 458 vagas de emprego formais. Pelo segundo mês consecutivo no ano, o município criou mais postos de trabalho do que fechou. Assim como em junho, o setor do agronegócio foi novamente o principal responsável pela abertura de vagas. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia. No saldo total de 2020, porém, Santa Cruz ainda registra um déficit de 937 empregos.

Em julho, o ramo agropecuário contratou 552 pessoas e demitiu 123, gerando um saldo positivo de 429 vagas. Na sequência está a indústria, com 98 contratações e 55 demissões. O comércio fechou 73 postos de trabalho e abriu 74, ou seja, uma vaga de saldo positivo. Serviços (-11) e construção (-4) tiveram os piores desempenhos, com saldos negativos. Junho e Julho foram os únicos meses do ano, até aqui, em que o emprego formal cresceu em Santa Cruz do Rio Pardo, de acordo com os dados do Caged. No acumulado de 2020, entretanto, o mercado de trabalho continua sentindo o impacto da pandemia. De janeiro a julho, foram fechadas 3791 vagas formais e abertas 2854, um saldo negativo de 937 postos de trabalho.

O Atual tem mostrado que o impacto da pandemia e da quarentena agravaram um cenário de desemprego em Santa Cruz do Rio Pardo que já aumentava desde o início do ano. Em janeiro, o saldo negativo de postos de trabalho foi de 765, praticamente todos ligados à agricultura e aos ciclos de safras na região; Fevereiro registrou perda de mais 657 empregos, também, predominantemente, no setor agrícola; A partir de março, é possível observar o aumento de desligamentos nos setores de comércio, serviços e indústria. O saldo negativo total naquele mês foi de 180 postos de trabalho. O mês de abril consolidou a inversão da pirâmide do desemprego em Santa Cruz do Rio Pardo. O setor serviços contratou 50 pessoas e demitiu 145 no mês. Nas áreas de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, 35 postos de trabalho foram abertos enquanto 96 acabaram fechados. Os setores agrícola e industrial tiveram saldos negativos de 72 e 35 vagas, respectivamente. Já em maio, Santa Cruz do Rio Pardo fechou 83 postos de trabalho.  Foram 358 desligamentos contra 275 contratações.

Durante o mês de junho, Santa Cruz criou 709 vagas de emprego e fechou 207. Apenas os setores da indústria e serviços apresentaram déficit no período, com saldo negativo de 34 e 1 vaga, respectivamente. O segmento agropecuário teve saldo positivo de 523 vagas, o comércio 8 e a construção 6

Sobre o Caged

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) foi criado como registro permanente de admissões e dispensa de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). É utilizado pelo Programa de Seguro-Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais. Este Cadastro serve, ainda, como base para a elaboração de estudos, pesquisas, projetos e programas ligados ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que subsidia a tomada de decisões para ações governamentais.

Compartilhar nas redes sociais