< Voltar

Eleitos tomaram posse em cerimônia reservada

Publicada dia 09/01/2021 às 10:10:41

Thaís Balielo

eleitos-tomaram-posse-em-cerimonia-reservada

Thaís Balielo


O prefeito Diego Henrique Singolani Costa (PSD) e os 13 vereadores tomaram posse no dia 1º de janeiro durante sessão solene. O evento foi restrito devido à pandemia. Os eleitos não puderam levar convidados. Estiveram presentes um padre, um pastor, o promotor Reginaldo Garcia, membros da imprensa e funcionários da Câmara.

Diego optou por não discursar na cerimônia, em entrevista explicou que em respeito à 11ª morte por Covid ocorrida naquela semana preferiu deixar a palavra apenas ao ex-prefeito Otacílio Parras Assis (PSB). “Esta solenidade costuma ser festiva, mas o momento de pandemia não é de festa. Por isso, tudo está sendo feito de forma enxuta, pois estamos preocupados com os 11 mortos em Santa Cruz. Preferi não falar, mas meu compromisso é com a população fazendo um bom trabalho”, disse.

Diego lembrou que há previsão de que janeiro e fevereiro serão meses de crescimento dos casos da Covid-19 e, inclusive, de possíveis mortes. Ele afirmou que irá continuar seguindo o Plano São Paulo em relação às restrições, mas em caso de necessidade irá tomar medidas mais drásticas, lembrando que como profissional da área deve se pautar pela saúde.

Durante discurso, o ex-prefeito Otacílio elogiou o promotor de Justiça Reginaldo Garcia salientando que deve muito de sua administração aos conselhos, recomendações, orientações e advertências dele. Otacílio também falou sobre a importância do menino office boy da Santa Casa ter chegado ao cargo máximo do executivo santa-cruzense.

Durante a posse dos vereadores, Juninho Souza (Republicanos) chamou a atenção quando retirou o paletó e tomou posse com um colete com os dizeres “Fiscal do Povo”, quebrando o protocolo da vestimenta formal. Outro protocolo quebrado por ele foi ter levado sua esposa, mesmo com a recomendação de não terem convidados.

Em entrevista após a posse, ele disse que o colete será sua “farda de campo” para ajudar a população.

Cristiano Miranda é eleito presidente da Câmara

Logo após a sessão solene da posse, teve início a primeira sessão ordinária da nova Câmara para a eleição da mesa diretora. A sessão foi presidida por Milton de Lima, o Mirtão de Caporanga (PL), vereador mais votado nas eleições. A chapa vencedora da eleição foi Cristiano Miranda (PSB) como presidente, Nilton Fernandes (PSD) como vice, primeiro secretário segundo secretário Carlos Eduardo Gonçalves, o professor Duzão (PSB), e como segundo secretário Lourival Heitor (SD).

A chapa eleita obteve 12 votos, pois o vereador Juninho Souza lançou sua candidatura para presidência em chapa individual. Apenas ele votou em sua candidatura. Em entrevista ao Atual explicou que foi uma candidatura de protesto pela falta de diálogo. Ele afirmou que não será oposição a ninguém e a nenhum governo, apenas irá governar pelo povo. Tudo o que for bom para o povo irá ajudar a aprovar.

Cristiano Miranda agradeceu os votos e lembrou-se de mãe falecida que ficaria feliz em ver o sucesso do filho. Ele afirmou que administrar a Câmara é uma grande responsabilidade e deseja fazer uma gestão unindo funcionários e vereadores.

Os vereadores Mirtão de Caporanga e Adriano Campanha (PSD) também tomaram posse no dia 1ª, mas já entregaram seus afastamentos para assumirem as secretarias de Agricultura e Esporte respectivamente. Os suplentes Marco Cantor (PL) e João Marcelo Santos (PSD) tomarão posse oficialmente na sessão extraordinária marcada para o dia 11 de janeiro.

Compartilhar nas redes sociais