Jornal Atual
< Voltar

Usado em alisamentos, formol pode causar danos à saúde

Publicada dia 22/08/2019 às 23:29:00

Thaís Balielo

usado-em-alisamentos-formol-pode-causar-danos-a-saude

As mulheres sempre querem estar em dia com a beleza e para isso aguentam dor para se depilar, para fazer as unhas, arrumar a sobrancelha, o calor do secador, entre outros procedimentos. No entanto, é preciso tomar cuidado para que essa busca pela beleza não traga riscos para a saúde. É o caso do formol usado em muitos produtos para alisamento de cabelos.

A cabelereira Sirlene Sara não gosta de utilizar produtos com formol em seu salão. Ela conta que não utiliza nem os produtos dentro da regulamentação de 0,2%, pois é contra por conta da experiência ruim que teve. Ela chegou a utilizar por um período e não gostou da experiência. Teve feridas no nariz, no couro cabeludo, dificuldade de respiração e já viu cliente passar mal devido ao uso do formol. “Preservo a minha saúde e de minhas clientes”, garante.

O risco é tão grande que a Anvisa proibiu a comercialização do produto em farmácias, perfumarias e supermercados a fim de coibir o uso indevido. Há marcas que têm a autorização da Agência para comercializar artigos que contenham formol, mas a permissão foi concedida por que a exigência de concentração mínima de 0,2% foi acatada.

Atualmente o mercado oferece produtos alternativos ao formol para as escovas progressivas. Uma dica importante para o cliente que está em dúvida se o salão realmente utiliza produtos dentro da regulamentação é o odor. “Se tiver um cheiro muito forte e o profissional ligar ventiladores durante a aplicação, desconfie”, alerta Sirlene.

A profissional explica que o formol em contato com a pele causa vermelhidão, dor e queimaduras. Nos olhos, a reação é parecida, além de ocorrer lacrimação e visão embaçada, no caso de altas concentrações. A inalação ainda provoca dor de garganta, tosse, irritação no nariz e dificuldades na respiração. “Aconteceu isso comigo quando eu trabalhava com produtos com formol. Por dentro do meu nariz ficou todo cortado e sensível”, revela.

Hoje, Sirlene trabalha somente com a taninoplastia capilar para alinhar os fios. O produto não contém formol “Este tratamento é mais natural e não causa danos aos fios e nem a saúde. É diferente da progressiva, pois trata o fio do cabelo. Consigo reduzir o volume do cabelo, tirar o frizz e ainda deixar um liso natural, pois não impermeabiliza o fio. Reconstrói a fibra do cabelo e devolve vida para ele”, garante.

Compartilhar nas redes sociais