Jornal Atual
< Voltar

Intradermoterapia é nova opção estética

Publicada dia 09/04/2019 às 09:30:55

Thaís Balielo

intradermoterapia-e-nova-opcao-estetica

Há seis meses a Clínica Estétika de Santa Cruz do Rio Pardo possui uma nova opção de tratamento não invasivo. A intradermoterapia pressurizada utiliza uma caneta de pressão para aplicar enzimas na epiderme sem a utilização de agulhas. Como o procedimento não é invasivo, pode ser aplicado por esteticistas que tenham o curso específico. De acordo com a legislação, procedimentos que envolvam agulhas só podem ser aplicados por profissionais da saúde como médicos, enfermeiros e farmacêuticos.

A esteticista Eliane Martins explica que a intradermoterapia apresenta excelentes resultados para diversos casos estéticos, seja facial, corporal ou capilar. Ela garante que os resultados podem ser observados desde a primeira sessão e podem ser associados com outros tratamentos. Alimentação saudável e atividade física são primordiais para resultados mais rápidos e potencializados.

Além das enzimas lipolíticas para gordura localizada, o procedimento conta com enzimas para disfunções mais específicas como flacidez, que ajuda a estimular a produção de colágeno e melhorar a firmeza da pele. “As substâncias que são utilizadas no procedimento dependem da disfunção estética. É possível utilizar enzimas para tratamento de rejuvenescimento, flacidez, melasmas, gordura localizada, celulite, estrias, papada e tratamento capilar para queda de cabelo. É um procedimento bem seguro”, garante.

Eliane lembra que a técnica não é intramuscular, mas sim subcutânea. “A aplicação ocorre na derme e na região subcutânea. Vale lembrar que esta técnica não é botox, nem preenchimento. Injetamos um ácido de baixo peso molecular bem líquido e vitamina C. Quando a gente envelhece as células param de ser repostas. Então colocamos o que o corpo precisa dentro da epiderme”, garante.

Após a aplicação da técnica, Eliane revelou que costuma utilizar uma plataforma vibratória. “Gosto de usar as técnicas combinadas, pois é muito difícil um tratamento único resolver o problema. Gosto de vender o resultado. Faço pacotes de tratamento que englobam diversas técnicas”, finaliza.

Compartilhar nas redes sociais