Jornal Atual
< Voltar

Reatando com Otacílio, Capitão Augusto pode apoiar Ricardo Madalena

Publicada dia 15/05/2018 às 17:19:54

Carol Leme

reatando-com-otacilio-capitao-augusto-pode-apoiar-ricardo-madalena

Eleito com 46.905, sendo 482 deles em Santa Cruz do Rio Pardo, o deputado federal ourinhense Capitão Augusto (PR) termina neste ano seu primeiro mandato e pretende concorrer novamente ao cargo. Conhecido pelas fardas na assembleia, Augusto esteve envolvido em polêmicas ao criticar o prefeito de Santa Cruz, Otacílio Parras Assis, por não convidá-lo aos eventos do município, e, após o ex-secretário municipal de Saúde, Fernando Bitencourt anunciar sua pré-candidatura a deputado estadual com seu apoio, há rumores de que o deputado federal acabe fazendo uma parceria com o deputado Ricardo Madalena, visando captar mais votos na cidade. Conversamos com o Capitão Augusto, que falou sobre seus projetos, destaques e eleições, confira:

 

Jornal Atual: Qual é seu balanço do último mandato?

Capitão Augusto: Foi altamente positivo, pois em três anos fiz muito mais do que achava que conseguiria fazer. Começando pelas emendas, mais de R$ 62 milhões beneficiando 120 municípios, especialmente Ourinhos e Santa Cruz, e em quase todas cidades da região fui o deputado que mais destinou emendas. Consegui levar o Hospital do Câncer para Ourinhos, estamos ampliando o centro cirúrgico e o setor de transplante de medula óssea no hospital Amaral Carvalho, e, em Marília conseguimos a Casamata e dois aparelhos de radioterapia, além de, através de contato pessoal com deputados, ter conseguido R$ 52 milhões para o Hospital de Câncer de Barretos, entre outros projetos na área de oncologia.  Trabalhei muito para a segurança pública, em prol dos policiais militares, consegui retirar os PM’s e civis da Reforma da Previdência que seria um absurdo. Consegui derrubar todos os projetos que proibiriam os rodeios e ainda os incluímos como patrimônio cultural, sancionado pelo presidente. Levantei várias bandeiras e meu balanço é altamente positivo.

A: Quais foram seus desafios e momentos marcantes neste período?

Augusto: Sem dúvidas estar presente neste momento histórico que foi processo de impeachment, e, no ano seguinte a cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, além de dois processos contra o presidente Michel Temer no ano passado. Fui favorável ao prosseguimento de todas.  

A: Você acredita que o impeachment da Dilma foi benéfico ao país?

Augusto: Acho que foi extremamente benéfico, já que tínhamos uma quadrilha no poder e está aí a Lava Jato, que comprova que integrantes do PT saquearam o Brasil. Estávamos com uma crise política, financeira e institucional instalada no país e a tendência era só piorar e ela realmente cometeu um crime de responsabilidade fiscal, tanto que foi julgado como tal e não me arrependo de forma alguma, tenho certeza que veio para melhorar o Brasil.

A: Você já declarou seu apoio a Jair Bolsonaro (PSC), por que acredita que ele é o presidente que o Brasil precisa?

Augusto: Fui o primeiro deputado federal a declarar apoio ao Bolsonaro, ele é um amigo pessoal e precisamos mais do que nunca de dirigentes honestos e competentes, e ele tem este perfil de ter coragem de fazer as mudanças que tem que ser feitas, encarar a criminalidade como a prioridade que ela é no Brasil.

A: Como está seu relacionamento com o prefeito Otacílio Parras Assis?

Augusto: Ele é profissional, é um político que admiro, não tem papas na língua, tem coragem, é honesto e ótimo gestor.  Nosso relacionamento não é de amizade, já tivemos atritos políticos e pessoais, mas nada que atrapalhasse o foco em Santa Cruz, inclusive acabei de destinar mais R$ 1 milhão para a saúde a pedidos dele. Há uma relação conturbada, até pelo nosso perfil e formas de trabalhar; ele é médico e eu militar, não somos políticos profissionais e para nós interessa fazer o melhor para cidade. Vamos bem. É só ver a quantidade de recursos que destinei.

A: Pretende abandonar a “dobradinha” com o santa-cruzense Fernando Bitencourt e apostar em Ricardo Madalena para ter apoio de Otacílio?

Augusto: Estamos conversando, o Fernando é espetacular, dinâmico, inteligente, disposto a fazer a diferença na política. Conversei com Otacílio também e temos arestas para aparar, mas agora não dá tempo para acertar estes detalhes, mas chegaremos a um consenso.

A: Na última eleição você foi eleito por coeficiente através do Tiririca, que deixou a política no ano passado. Qual sua estratégia para ampliar os votos neste ano?

Augusto: Isso não me preocupa, pois estou fazendo o meu trabalho e a eleição é consequência disto e compete ao eleitor me deixar aqui na cadeira dos deputados.

A: Quais são seus planos para o próximo mandato caso seja eleito?

Augusto: Pretendo dar continuidade no que já estamos fazendo e ampliar na questão social se assim os eleitores quiserem.

Compartilhar nas redes sociais